ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Anabela Teixeira

ateixeiraAnabela Teixeira nasceu em Lisboa, a 18 de maio de 1973 e cresceu na Amadora.

Hoje, com mais de 20 anos de carreira e um extenso e rico currículo como atriz de teatro, cinema e televisão, também se dedica a outras atividades entre as quais se destaca a autoria do blogue Voltar à Terra http://voltaraterra.pt/, onde partilha os seus conhecimentos sobre assuntos que a preocupam: alimentação biológica, questões ecológicas e sustentáveis, entre outras.

Porque a base da sua vida está alicerçada em valores como o amor e a solidariedade, esta multifacetada atriz sente-se feliz com o trabalho que realiza; com o saber que as pessoas que ama estão bem; com a concretização dos projetos que sonha. Chegar ao público, tocar as pessoas, sentir que o seu trabalho pode ajudar a preencher a vida dos outros, a tornar as pessoas menos sós, a animar, sobretudo as crianças e os idosos, são outras fontes de felicidade para Anabela Teixeira.

O seu percurso teve inicio com as formações do Curso de Actores do Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral de Lisboa - IFICT (1990/1991) e Curso de Actores da Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa (1992/1995)

Em 1993 Estreia-se profissionalmente em televisão como protagonista da minisérie Viúva do Enforcado, dirigida pelo brasileiro Walter Avancini ao mesmo tempo que faz parte do elenco principal do filme de António de Macedo, Chá Forte com Limão.

De então para cá participou em inúmeros filmes, telenovelas e mini-séries, bem como em outros programas de televisão.

No seu currículo contam-se mais de 20 peças teatrais entre as quais se destacam Palhaços (Teatro O Bando), Trilhos (Teatro O Bando), O Desejo Agarrado Pelo Rabo (Teatro O Bando) e Peregrinação (EXPO 98), todas encenadas por João Brites, A Boda dos Pequenos Burgueses (Companhia de Teatro da Malaposta com encenação de José Peixoto), Rastos (Teatro Aberto com encenação de Paulo Filipe), As Sad as Remembered Hapiness (Fundação Calouste Gulbenkian, Grupo Third Angel), A Filha Rebelde (Teatro Nacional D. Maria II com encenação de Helena Pimenta), Antes do pequeno-almoço (Teatro Municipal de Almada com encenação de Joaquim Benite) e Casas Pardas (Teatro Nacional de São João, com encenação de Nuno Carinhas).

Em televisão destacam-se as suas participações em novelas como Terra Mãe (RTP1), Ajuste de Contas (RTP1), Baía das Mulheres (TVI), Doce Fugitiva (TVI), Podia Acabar o Mundo (SIC), Olhos nos Olhos (TVI), Flor do Mar (TVI), Lua Vermelha (TVI), Rosa Fogo (SIC) e Os Nossos Dias (RTP1). Participou ainda nas telenovelas brasileiras O Campeão (Bandeirantes) e Xica da Silva(Manchete).

No que se refere a miniséries, para além de A Viúva do Enforcado, que a deu a conhecer, fez ainda parte do elenco Capitão Roby (SIC), Alves dos Reis (RTP), Estação da minha Vida (RTP1),Culpa Formada (RTP1), A Jóia de África (TVI), Bocage (RTP1), O Dia do regicídio (RTP1) e Conta-me História (RTP).

Em cinema, para além do já mencionado Chá Forte com Limão (António de Macedo), destacam-se as suas participações em Laços de Sangue (Pall Erdoss), El Rey de Nápoles (Juan Mijon),Fado majeur et mineur (Raoul Ruiz), La Reine Margot (Patrice Chéreau), A Luz Incerta (Margarida Gil), Manual de Evasão LX94 (Edgar Pêra), A Casa dos Espíritos (Billie August), A Viagem(Jorge Quiroga), A Comédia de Deus (João César Monteiro), O Rapaz do Trapézio Voador (Fernando Matos Silva), 1 Motivo (Nuno Tudela), Reflexo (Marco Ferreira), Do Outro Lado do Mundo(Leandro Ferreira)e Florbela (Vicente Alves do Ó). Com este último filme ganhou o Prémio Sophia de Melhor Actriz Secundária.

Julho/2015

 

pessoa